In Editoriais Moda MON DIEU

Mon Dieu! Nº 5

Mon Dieu!

 

O Mon Dieu! fecha seu mês 5 ensolarado com ensaio inspirado nas cores do Verão. Um trabalho delícia que muito me lembrou o encontro com Walter Rodrigues no Marco Pernambucano da Moda. Um dia depois de palestrar sobre as inspirações da estação, ele se reuniu com o grupo de Incubados para falar sobre moda e para começar disparou: "Moda não é para amadores".  Ele tem razão. Improvisar pode ser, mas se atirar no escuro acreditando que só gostar é o suficiente não vai dar certo. Cinco meses e cinco ensaios. Poderia ser um número maior? Sim, mas não é fácil. Em busca da identidade, outro ponto batido e rebatido pelo estilista, que hoje se dedica a pesquisa, o trabalho para produzir cada um destes editoriais parece se multiplicar a cada nova fase, o que torna cada etapa mais gostosa, principalmente depois que acaba. Não que a adrenalina da produção não seja boa, ainda mais quando nos último dois, o gol só saiu nos 45 do segundo tempo.

A ideia é crescer sempre. E neste processo é natural querer mais resultado em tempos menores. Mas a tranquilidade de fazer o melhor sempre, agregando valores que me são caros, como conceito, conteúdo e qualidade me levam a uma reflexão nada original, mas que cabe bem a uma inquietação de primeiro momento: quantidade não é sinônimo de qualidade. A moda é rápida, efêmera por essência, mas não por isso vou me deixar levar por uma pressa que só me conduz a um lugar, o comum. Como quase todo mundo que gosta ou não de moda, sou consumidora de tendências, mas vítima das circunstâncias, nunca.

Este mês agradeço a gentiliza de Simone Farias, que foi um a modelo impecável e incansável. A rapidez e cuidado de Maurício Ferry. ambos perderam a manhã do sábado para realizar o trabalho... E ao amor de Márcio Bastos, que me deixou usar e abusar dos cantinhos de sua casa.

Bastidores Mon Dieu!

Mon Deiu!

bastidores


... E a cropped? 


20150915_135615

 

Há quem diga que é moda vencida (a moda deu outra chance para as bermudas), mas ainda é fácil encontrar modelos repaginados do modelo. Eu particularmente gosto. Não defendo a ferro e fogo, mas tenho que assumir que gosto muito de usar, talvez uma simpatia gerada pelo problema em encontrar calças que a barra me sirva sem ajuste. O fato é que acho prática e com o acessório certo, acredito muito na força da produção, por isso, seguem algumas dicas.

 

FotorCreated

 

> Dá para usar com flets e sapatilhas, mas se você, como eu, não tem muitos metros, corre o risco de ficar achatada (desconto de dia de ensaio, com composé todo largadinho). O modelo cintura alta ajuda a alongar;

> Tecidos moles são ótimos e super confortáveis, mas tenha cuidado com barras muito abertas pois, além do risco para baixinhas, tem o problema de aumentar também horizontalmente;

> Para não perder formas, use modelos mais folgados com regatas e camisas mais enxutas.

 

Related Articles

0 comentários:

Postar um comentário

nao apagar!!!

Nome

E-mail *

Mensagem *